Publicidade

3 benefícios do trabalho voluntário para designers

3 benefícios do trabalho voluntário para designers

Compartilhe

O trabalho voluntário não serve só para quem está iniciando na carreira, ele pode ser ótimo também para quem tem mais experiência. Neste artigo eu lhe explico o porquê e te dou algumas dicas sobre como você pode praticar um voluntariado hands-on em design e se beneficiar com ele.

Geralmente quando se fala em trabalho voluntário, fazemos associação com o Terceiro Setor que compreende o universo das OSCs – Organizações da Sociedade Civil, e das ONGs – Organizações Não Governamentais, como são popularmente conhecidas essa categoria de instituições que executam programas e projetos sociais/ambientais/culturais vinculados a uma causa e/ou aos ODS – Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU.

A realidade de muitas instituições é que elas não têm recursos desvinculados de seus projetos para usarem livremente e investirem no desenvolvimento da organização e na ampliação de seu impacto.

E, porque faltam recursos, o que implica que elas tenham que depender do trabalho voluntário para preencher lacunas na sua equipe para execução das atividades.

Dito isto, chegou a hora de te dar as dicas prometidas.

1 – O trabalho voluntário pode te proporcionar mais do que projetos para o seu portfólio

Não importa se você ainda está cursando design ou já tem muita experiência, trabalhando voluntariamente para uma OSC/ONG, você construirá relacionamentos que certamente agregarão para ampliar sua área de atuação (networking). Quanto mais contatos você faz, mais o seu trabalho vai ser reconhecido, e por consequência indicado.

Por causa disso, ouso dizer que o trabalho voluntário para um designer pode ser mais enriquecedor do que a manutenção do seu portfólio com projetos fictícios.

Também preciso te dizer, por experiência própria, que será recompensante demais para você saber que seu trabalho contribui para uma causa, seja ela social, ambiental ou cultural, e que ele beneficia um público carente de cuidados, pois o que você faz de bem ao próximo, retorna para você na forma de gratidão e legado.

2 – Trabalho voluntário que importa é Hands-on

Hands-on é aquele profissional que bota a mão na massa, que faz com os colegas e se aprofunda na atividade. Mas, se você pensa que voluntariado só é possível fazer no tempo livre, isso é um ledo engano. 

Mesmo que você tenha que trabalhar e pagar boletos, certamente se você não gastar tanto tempo com distrações, terá algumas horas ou minutos do seu dia em que possa se dedicar a prestar serviços para uma organização do Terceiro Setor e se beneficiar com isso.

O desafio do trabalho voluntário com causas, no mínimo vai te dar mais desenvoltura para desenvolver seus projetos, dada a complexidade desse segmento.

São muitas organizações e causas urgentes que precisam ser promovidas, divulgadas como qualquer outra categoria de empresa, pois quem não é visto não é lembrado, e para as OSCs/ONGs isso reflete na falta de doações e patrocínio.

3 – Só vai acontecer se você prospectar

Do mesmo jeito que você precisa de motivação e organização para buscar novos clientes, o mesmo acontece para você prestar trabalho voluntário.

Para te facilitar, digo que a melhor plataforma para você se cadastrar e encontrar trabalho voluntário em todo país é a Atados.

Apenas digitando “designer” no campo de busca do site, você vai encontrar diversas vagas de uma maneira bem fácil e rápida. Isso vai te poupar um bom tempo garimpando vagas pelo Google ou LinkedIn.

Próximos passos

Agora que você já sabe como pode se beneficiar com o trabalho voluntário e que isso pode ser fundamental para o desenvolvimento de sua carreira como designer, agora chegou a hora de você se lançar nesse desafio e conseguir seus primeiros projetos.

Fazendo isso, aproveite nossa área de comentários e relate a sua experiência e ajude outros colegas de profissão.

Até o próximo artigo. Gratidão!

Compartilhe

Rodrigo Lucio

Rodrigo Lucio

Fundador e designer pelo negócio social BemCria, onde atua junto a MEIs, MPEs e o Terceiro Setor e que quando captar recursos será uma Agência-Escola para estudantes de cursos relativos a Economia Criativa. Pesquisador do design com preocupações sociais, depois de muito esforço, se tornou amante de um café sem açúcar – se for gourmet melhor ainda.

Deixe seu Comentário!

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Anúncio

escolhas do editor

MAIS LIDAS

MAIS RECENTES

0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x