Publicidade

capa fantastico mundo bobby

A criatividade e o Fantástico Mundo de Bobby

Compartilhe

O que tem a ver a criatividade e o Fantástico Mundo de Bobby? Saiba que a imaginação e a criatividade é a maior ferramenta no mundo dos negócios.

Assim como eu faço em todos os meus artigos com assunto específico ou alguma referência do passado, eu gosto de contextualizar para você entender melhor a relação entre a criatividade e o Fantástico Mundo de Bobby.

Acredito que a turma que é da minha faixa etária – quarentões – e que teve uma infância ou adolescência nos anos 90 vai se lembrar do desenho “O Fantástico Mundo de Bobby”.

Bom, O Fantástico Mundo de Bobby é um desenho animado. E, segundo o site Wikipedia, O Fantástico Mundo de Bobby (Bobby’s World) é uma série de desenho animado americana, que retrata a vida de um menino com uma grande imaginação, dos gêneros comédia e fantasia, exibida originalmente entre 1990 e 1998, na Fox Kids. No Brasil, estreou em 1993 no programa infantil Show Maravilha do SBT, e depois, nos programas Bom Dia e Cia e Sábado Animado, sendo exibido na emissora até 2002. Foi também exibido nos canais pagos Fox e Fox Kids. O programa foi criado pelo ator e comediante canadense Howie Mandel, que também fez as vozes do próprio Bobby, e de Howard Generic, pai do garoto e foi produzido pela Film Roman para a empresa de Mandel, Alevy Productions, e para Fox Children’s Productions, em associação com a 20th Century Fox Television. A música-tema de Bobby’s World foi composta por John Tesh, junto com Michael Hanna.

Transformando em miúdos, o nosso personagem, Bobby, era um menino muito esperto onde fantasiava em sua casa, rua, quintal ou escola, diversas estórias com um alto teor de imaginação fértil. Às vezes ele olhava para o seu cachorro e sua imaginação o transformava em um grande companheiro de aventuras. Qualquer coisa, qualquer objeto era um instrumento imaginário do garoto. Imagina, um simples caixote jogado no quintal se transformava em um super carro de corrida contra seus arquirrivais.

Imaginação transformadora

Falando um pouco sobre a identidade do Bobby, ele era um menino um pouco tímido, tinha poucos amigos e era bastante estudioso e também curioso. Os seus maiores desafios, algumas vezes, eram os seus próprios colegas de escola, que ora roubavam o seu lanche, ora roubavam a sua mochila. Mas, esperto como tudo, ele sempre descobria uma saída criativa para resolver o seu pequeno grande problema.

Obviamente na série tinha vários outros personagens que, juntos, amarravam toda a estória e muitas vezes também o ajudavam a sair do problema.

Imaginação para o pequeno Bobby não tinha limites. Ele vivia em um mundo particular, mas onde o rei das brincadeiras era ele. Daí o nome “O Fantástico Mundo de Bobby”, pois este mundo era o “seu mundo”.

A saída para os seus problemas do seu dia a dia era apenas esta:
“Muita imaginação e criatividade”.

criatividade fantastico mundo bobby

A criatividade como ferramenta de produção

Hoje em dia muito se fala em aplicar a criatividade para solucionar os problemas do dia a dia nas empresas e corporações. Mas, talvez, um problema inicial a ser resolvido é a interpretação da palavra criatividade. Durante muitos anos esta palavra tão pequena e de grande significado foi atrelada a artistas, comunicadores, designers, pessoal do marketing, entre outros exponencialmente criativos.

“Ah! Criatividade é coisa de gente viajante, não é para mim. Eu só trabalho com tabelas, números, Excel, essas coisas”… Bobagem!

A criatividade não é um dom espiritual onde só os artistas foram abençoados ao nascer. A criatividade é inerente ao ser humano. Todo ser humano é capaz de formar uma imagem em sua mente e criar um novo plano de execução e colocar em prática em seguida. A junção das palavras IMAGEM e AÇÃO formam IMAGINAÇÃO.

Usar a sua imaginação para solucionar um problema não é nada difícil e é exatamente neste ponto que chegamos ao tema deste artigo: A CRIATIVIDADE.

A roda, por exemplo, considerada uma das maiores invenções da humanidade. Será mesmo que antes do primeiro mortal criar a roda, a roda já não existia? Veja, já existia coqueiro. O coqueiro tinha coco. O coco caía no chão e rolava. Eis o efeito da roda cedida pela natureza gratuitamente.

Este é um excelente exemplo de criatividade para resolver um problema. Vamos metaforar aqui:

O ser humano tinha um problema. Como carregar um peso maior de uma forma mais fácil. Vendo um coco rolar, ele entendeu que formas arredondas tinham um movimento mais rápido e mais leve. Então, olhando para as pedras, resolveu transformá-las no mesmo formato do coco e viu que, de repente, WOW! Inventou a roda. Problema resolvido!

descobrimento invencao da roda

A criatividade como solução de problemas

Independente de qual função você exerce, existe sempre uma forma criativa de resolver seus problemas cotidianos. Você trabalha do mesmo jeito há anos. Já pensou em alguma forma de resolver o mesmo tipo de problema, porem usando a criatividade?

Suponhamos que você seja um comprador e sempre compra via telefone. Sempre fecha seus negócios via telefone ou presencialmente. Já tentou fazer isso online? Fazer um call via algum aplicativo de vídeo conferência para minimizar o tempo e efetivar o negócio?

Uma vídeo chamada (call) pode diminuir os gastos com gasolina, tempo de espera, equipamentos de apresentação como notebook e projetor, etc. Além disso, podem participar da chamada online pessoas de qualquer lugar do mundo.

Eu tenho escutado nos últimos 5 anos sobre profissões que deixarão de existir em breve. Todas as profissões que são executadas de forma repetitiva estão fadadas a extinção. Se sua profissão é repetitiva, fique ligado. Isso não é uma novidade. E acontece já há algum tempo, mas as profissões que podem ser substituídas por automação ou tecnologia inevitavelmente serão substituídas.

reuniao call video chamada

Pandemia x Reinventar-se

O planeta está passando por um momento extremamente delicado. Não tenho ideia de há quanto tempo o mundo moderno não sofria com uma pandemia.

Já não bastasse o terrível fato da doença existir e levar milhares de vidas, ela vem fazendo um estrago na economia mundial. Por mais que tenhamos nos preparado para um colapso, a realidade é bem diferente. Pois, existe um fator que outrora, talvez, não era levado em consideração: o abalo psicológico. Nem no Fantástico Mundo de Bobby ele imaginaria tamanha catástrofe socioeconômica. Por mais que nos planejemos, nunca sabemos de tudo.

Falando sobre as empresas, muitas delas precisaram se adaptar a este momento por falta essencialmente do componente humano. Falta gente para trabalhar, falta gente para comprar. O que fazer num momento tão delicado onde ninguém estava preparado? A palavra de ordem é se reinventar. Adaptar o seu modelo de negócio ao momento atual utilizando a criatividade como sua ferramenta principal.

Voltemos a nossa analogia tema deste artigo. Você é o Bobby e sua empresa é o mundo dele. O que fazer para transformá-lo num mundo fantástico e solucionar os seus problemas? Use a criatividade para se acabar com o problema.

O que as empresas estão fazendo para se adaptar e resolver o seu maior problema que é a queda nas vendas?

Empresas de comunicação visual que vivem de uma determinada linha de produtos tiveram que se adaptar. Elas precisaram rever o seu modelo de negócio e criar soluções que pudessem atender a uma nova demanda. Um exemplo bastante interessante é a proteção de acrílico para caixas de supermercado. Outro produto são os adesivos que marcam o distanciamento nas filas e também estão produzindo as marcas de proteção facial, em acetato, do modelo face shield.

Online: 2 anos em 2 meses

Outro exemplo muito bacana de criatividade para solucionar suas demandas são as empresas varejistas. Algumas delas já estavam preparadas para o mundo digital. Outras se planejando e boa parte também ainda nem pensava nisso.

Com a dificuldade em poder abrir as portas, pessoal reduzido e cada vez menos clientes podendo circular nas ruas, a saída foi abusar das plataformas online. Eu ouvi uma frase outro dia de uma empreendedora onde ela dizia: “Neste momento difícil, nós tivemos que adiantar 2 anos de planejamento em 2 meses de execução”. Esta empresária teve que investir pesado em pessoal e em tecnologia para minimizar suas perdas nas lojas.

Aqui eu separei um exemplo do Magazine Luiza, que acabou de se transformar em Magalu. Ele adotou uma ótima estratégia para sua plataforma virtual que colheu excelentes resultados não só para a empresa, mas também para uma parcela da sociedade que precisa, e muito, ter a sua renda de volta. Veja:

Vamos fazer uma reflexão?

Analise a sua profissão e sua rotina de trabalho. Pense na sua tarefa mais árdua e tente usar a criatividade para torna-la mais produtiva. Tudo o que você puder fazer para minimizar o tempo de execução e aumentar o resultado eu tenho certeza de que ser muito bem vindo. Pense nisso!

Compartilhe

Alex Fleming

Alex Fleming

Cofundador do blog, é publicitário, radialista e ilustrador. Atua na área de comunicação há 19 anos. Além de trabalhos em agências de publicidade, também atuou em marketing político nas maiores campanhas do ES. Tem trabalhos dentro e fora do Estado, inclusive, Austrália, EUA e Canadá. É um eterno amante de boa música, café e um bom bate papo.

Deixe seu Comentário!

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Anúncio

escolhas do editor

MAIS LIDAS

MAIS RECENTES

0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x