Publicidade

antivirus blog design com cafe3

A importância do antivírus para agências e profissionais de design

Compartilhe

Como evitar que cibercriminosos sequestrem o seu computador e coloque em risco os dados da sua empresa?

Normalmente blogs com temas sobre design e comunicação costumam abordar ferramentas de edição de vídeo e imagem, porém a segurança também precisa ser levada em consideração.

Atualmente há muitas opções de antivírus no mercado, porém neste artigo iremos mostrar as maiores ameaças de vírus dos últimos anos e como você poderá proteger o seu negócio. Aproveite a leitura!

O que é Windows Defender?

O Windows Defender é um antivírus que já acompanha as versões do Windows há muitos anos. Ele tem como objetivo proteger os usuários contra ataques simples de infecções por malwares.

Embora seja um antivírus funcional, acaba sendo insuficiente para usuários que precisam de recursos mais avançados.

Claro, vale salientar que  quando comparamos com outros antivírus gratuitos, o Windows Defender obtém uma boa pontuação nos quesitos: proteção, usabilidade e performance.

Windows Defender vs outros antivírus

Na vida de todos os usuários, seja para uso comercial ou domiciliar, a busca por um bom antivírus não é uma tarefa fácil. Além de ter que avaliar as funções de cada ferramenta, muitas vezes o valor da assinatura da ferramenta é cobrado mensalmente e em dólares.

antivirus windows defender
antivirus windows defender

A vantagem de adquirir antivírus de empresas já especializadas no mercado de segurança cibernética, é que muitos destes softwares possuem funcionalidades extras como: VPNs, proteção de navegação direto no browser, criação de filtros para crianças, entre outras. 

Mas diante de tantos softwares de proteção contra vírus, quais são os ataques mais perigosos que você pode sofrer?

3 vírus e malwares mais perigosos

1. Novos ataques provocados por malwares

Cibercriminosos estão sempre inovando nas abordagens para conseguir que as vítimas executem seus malwares. Para gerar essa curiosidade, muitas vezes utilizam de notícias que são frequentemente divulgadas na mídia, como por exemplo a vacina para combater o novo coronavírus.

Basta um email ou link no whatsapp com uma matéria falsa para gerar curiosidade nos usuários, que centenas de pessoas irão acessá-lo e serão infectadas.

No Brasil vimos algo desse tipo acontecer logo que foi anunciado o “auxílio emergencial” onde era preciso baixar o aplicativo da caixa. Os criminosos criaram vários sites com notícias falsas, onde as pessoas digitam seus dados na intenção de obter o auxílio, mas que na verdade era um golpe para roubar os dados das pessoas e assim os criminosos poderiam roubar o dinheiro dessas pessoas.

Isso também ressalta a importância de termos antivírus também nos smartphones e tablets, já que muitas vezes temos aplicativos importantes como: aplicativos de bancos, redes sociais e email.

2. Cryptojacking

O malware Cryptojacking ficou famoso quando as criptomoedas estavam com seus valores em alta, e este malware utilizava as máquinas das vítimas para gerar mais criptomoedas para o atacante.

O processo de mineração(que gera mais criptomoedas) exige uma grande capacidade de processamento, então para viabilizar este processo, os cibercriminosos atacam computadores no mundo inteiro, para assim aumentarem a sua capacidade de processamento e conseguirem mais criptomoedas a um custo extremamente baixo.

Este tipo de ataque costuma deixar o computador da vítima extremamente lento, e como ele costuma rodar no modo “still” para um usuário inexperiente fica impossível identificar o processo que está ocasionando este problema.

3. Clop Ransomware

O mais famoso é o Ransomware, um malware que criptografa todos os arquivos do seu computador e só os libera após o pagamento de um “resgate” para os criminosos. O Clop é uma evolução do ransomware CryptoMix, onde o foco principal é atacar usuários do sistema Windows.

O ataque é muito bem planejado, para eliminar quaisquer chances da vitima desabilitar os processos, ele desabilita mais de 600 processos do Windows 10, incluindo o já mencionado anteriormente Windows Defender e Microsoft Security Essentials, impossibilitando que você proteja seus dados.

Este tipo de ataque é tão prejudicial, que a criptografia utilizada é extremamente complexa, o que não deixa outra opção para a vítima a não ser pagar o valor exigido pelos criminosos.

O ransomware Clop tem sido aprimorado pelos criminosos, e agora seu alvo principal são redes inteiras, e não apenas usuários comuns. Entre tantos ataques do ransoware que ocorreram nos últimos 2 anos, tivemos o caso da Universidade de Maastricht, na Holanda, que foi vítima deste ransomware, onde a maior parte dos computadores com o sistema operacional Windows foram criptografados, o que forçou a universidade a pagar o valor exigido pelos hackers.

Quais cuidados devo ter com a minha agência?

Imagine você administrando uma agência de publicidade, que trabalha com mídia online e offline, e ter todos os arquivos dos seus clientes “sequestrados” por cibercriminosos?

Se isso ocorrer durante uma campanha de lançamento, pode custar centenas de milhares de reais para o seu cliente, o que certamente irá fragilizar a sua relação com ele.

Então é preciso ressaltar a importância de escolher um bom antivírus e adotar políticas de segurança, através de softwares e orientações para os colaboradores, afinal é preciso tomar muito cuidado ao baixar e executar qualquer tipo de arquivo.

Compartilhe

William Mendes

William Mendes

Mercadólogo, atuo na área de marketing há 10 anos. Acredito no poder do marketing de conteúdo e demonstra isso através da escrita.

Deixe seu Comentário!

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Anúncio

escolhas do editor

MAIS LIDAS

MAIS RECENTES

0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x