Blog sobre design, criatividade e comunicação :)

Aprender inglês pode salvar sua carreira de designer

Por 18 de setembro de 2018Dicas e Tutoriais
aprender-ingles
Próximo Post
Post Anterior

Desde não sei quando a gente escuta falar que aprender inglês pode ser o diferencial no seu currículo que vai te garantir uma vaga de trabalho. Mas como toda boa meta, depois de muito tempo a gente se acostuma, cai na rotina e não se importa tanto em conquistar esse objetivo.

Pode até ser que, depois de entrar no mercado de trabalho ou decidir viver de freela, você tenha se convencido de que saber inglês no Brasil nem vale tanto a pena. Afinal de contas seus clientes e seus públicos estão todos aí e mal-mal se viram no português.

Mas esse é um erro que pode te impedir de crescer na profissão, ganhar mais clientes e encher a sua conta no banco.

 

Como o inglês pode beneficiar sua profissão

Falando genericamente sobre a vida, dá pra encontrar fácil uns 20 fóruns no Google dizendo como aprender inglês pode fazer sua vida melhor. Os tópicos variam entre poder cantar as músicas que você tanto adora sem errar a letra, assistir filmes sem legenda e viajar o mundo. Não que isso não seja bacana. É, é muito! Mas, vamos combinar, nada disso vai pagar as contas no final do mês. Então deixa eu te contar o segredo de como o inglês pode te servir imensamente e ser traduzido em CA$H!

Novas ferramentas

Já reparou que o idioma padrão dos programas e ferramentas de design é o inglês? Se você é old school na profissão, sabe muito bem que Layer sempre foi e sempre será Layer no Photoshop, não importa se agora tá tudo traduzido e se chama Camada. Isso sem contar com todas as outras ferramentas (que você chama de tools) de nome esquisito que a gente aprendeu a falar de um jeito muito abrasileirado e provavelmente nem sabe o que literalmente significa em português.

Aprender inglês vai te dar acesso à essa e outras ferramentas que só estão disponíveis em inglês ou que demoram para ganhar uma versão PT-BR. Sem contar que o significado do que você faz ou do que você precisa aprender vai ficar muito mais claro e fazer sentido na sua cabeça. Seus neurônios vão ligar o nome à função e de repente seu mundo muda completamente em frente aos seus olhos!

 

Mais material de estudo e referência

Ainda que não seja absolutamente o idioma mais falado no mundo, o inglês é considerado a língua universal. Não é à toa que em todos os países você encontra quem fale o idioma e viajar pra fora fica muito mais fácil quando você aprende inglês. Mas as vantagens não se restringem às viagens internacionais (ainda bem porque, né? Dinheiro que é bom nós num tem! Haha).

No âmbito acadêmico, em qualquer área, a abundância de materiais, manuais, estudos e afins em inglês é infinitamente maior do que em português. Tanto que, em algumas teses de graduação no Brasil, exige-se uma introdução também em inglês. Já pensou nisso? E você aí achando que Google Tradutor é a resposta de todas as coisas.

Se você quer conhecer mais sobre novas tendências, entender novas criações, o que inspirou outros criativos e rir das sacadas geniais que ganham premiações ao redor do mundo, é melhor começar a aprender inglês.

 

Park Assist - Wolksvagem

Maior facilidade em encontrar recursos visuais

Com certeza você já ouviu falar e faz uso dos diversos sites de imagens e vetores gratuitos por aí. E com certeza também reparou que fazer buscas em português pode ser extremamente frustrante. Os nomes e as hashtags usadas para recursos visuais são majoritariamente em inglês, mesmo que o provedor seja um chinês radicado no Tibet.

Para ter um acesso facilitado e encontrar o que você precisa, a saída é pesquisar os termos em inglês. E vai por mim, Google Tradutor não é suficiente na maioria das vezes. O motivo é simples: uma palavra pode ter inúmeros significados e aplicações. É só pensar na palavra ponto, em português. Pode ser ponto de ônibus, ponto de costura, ponto final, ponto no placar de um jogo, um ponto de argumentação numa conversa. E assim a gente vai pra sempre.

Aprender inglês vai te dar uma perspectiva mais ampla do que pesquisar além da tradução literal entre os idiomas.

 

Diferencial entre concorrentes

Esse ponto (rá ié ié!) se aplica de duas formas. Primeiro, no clássico caso entre duas pessoas buscando a mesma vaga de emprego. Saber falar inglês é um diferencial e uma vantagem sob pessoas que não tem essa habilidade. Mas numa perspectiva mais ampla e saindo do modelo de escritório, aprender inglês te colocará na frente de outros candidatos já que você terá acesso a mais recursos que eles, saberá quais são as tendências globais pro mercado do seu cliente e terá ideias fora da caixinha “Brasil”. Você vai se destacar pela bagagem de conhecimento que carrega e como você a utiliza nas suas produções.

 

Melhores vagas de emprego e salário

Pense em todas as vezes que você bateu na trave quando viu que a empresa em que você queria trabalhar estava contratando, mas só pessoas com inglês fluente. Pense no tipo de futuro que você quer ter e em que patamar você quer se encontrar em alguns anos. Pessoas medíocres tem uma vida medíocre – e não fazem nada pra mudar isso. Se você almeja o sucesso na sua carreira, merecer uma promoção e ser valorizado, você precisa investir no que os medíocres não se importaram em fazer. Aprender inglês é um dos muitos passos que te ajudarão a alcançar patamares elevados.

 

Freelas internacionais que pagam em dólar

 

Pensa bem: o dólar americano tá valendo quase 4 contos de Reais. Você prefere ser pago numa escala 1:1 ou 4:1 (sem sair de casa!)? Aprender inglês vai te abrir um novo caminho, o dos negócios internacionais. Existem várias plataformas que conectam freelancers a contratantes ao redor do mundo (tipo o Fiverr). Mas pra se registrar e se comunicar com possíveis clientes, o inglês é o idioma comum. Sem contar que pra começar qualquer job, entender seu cliente e criar o briefing perfeito, você vai precisar de muita pesquisa e de uma comunicação afiada. Sem aprender inglês essa opção fica indisponível e você vai viver sem sentir o cheiro das verdinhas gringas.

 

Networking

Como disse nos tópicos anteriores, o inglês vai ser a ponte entre você e o resto do mundo. Quando você dominar o idioma vai ter a oportunidade de conhecer pessoas incríveis, aprender com seus pontos de vista, ampliar seu networking e possivelmente suas oportunidades de crescer internacionalmente (e quem sabe até fazer aquele capilé pra meter o pé do Brasil e viajar ao redor do planeta).

Aprender inglês pode não estar na sua lista de coisas a cumprir e não ser sua prioridade na vida profissional, mas vai por mim, você tem muito mais a ganhar do que perder. Conhecimento é um expansor de cérebro, meus queridos, e uma vez expandido, ele nunca mais volta ao tamanho original. E isso é sensacional!

A kiss on your forehead!

Próximo Post
Post Anterior
Gostou? Então nos ajude compartilhando :)

Não bebo café nem sou designer, mas vim dar pitaco aqui assim mesmo. Prazer, Nayara! :) Redatora publicitária de formação e prática, me embrenhei no mundo das mídias sociais quando o Twitter ainda era tudo mato. Sou LDS, mineira, emigrante radicada na Califórnia (mas #prefirovilavelha) e casada com um doido aí que eu conheci no Tinder.


E aí, o que achou? Deixe seu comentário.