Blog sobre design, criatividade e comunicação :)

Da Arte à Direção de Arte

Por 18 de julho de 2017Design
cubismo eduardo kobra cristo redentor
Próximo Post
Post Anterior

Direção de arte tem esse nome e não é a toa. Por isso, o tema de hoje é artes plásticas levadas ao design. Inspire-se com este artigo.

Eu adoro falar sobre direção de arte, esse tema é fabuloso. Como já disse outras vezes e em outros posts, eu sou um jovem dinossauro da publicidade. Esses dias estava vendo um colega fazendo seu trabalho com base em um site de artes vetoriais para download, bem famoso – nem preciso dizer o nome né? – e bati um papo com ele sobre a direção de arte, que hoje, nossa demanda está em ritmo de linha de produção industrial, nos fazendo ir em busca de arquivos semi prontos para poder dar conta dos pedidos de jobs diários.

Bem, o verdadeiro diretor de arte, ou editor de arte é o profissional que, geralmente, gerencia a atividade de design e concepção artística de um produto audiovisual, incorporando uma série de funções, em publicidade, design editorial, internet, videogames, games, cinema e propaganda, blá, blá, blá… tudo aquilo que você já sabe. Por isso, me lembrei de que quando eu começava minha carreira artística, eu adorava ver trabalhos de grandes artistas e o cubismo me chamava muita a atenção.

Recorri ao nosso óraculo Google e veja a explicação dele para o cubismo:

O cubismo é um movimento artístico que surgiu no século XX, nas artes plásticas, tendo como principais fundadores Pablo Picasso e Georges Braque e tendo se expandido para a literatura e a poesia pela influência de escritores como John dos Passos e Vladimir Maiakovski.O quadro “Les demoiselles d’Avignon”, de Picasso, 1907 é conhecido como marco inicial do cubismo. Nele ficam evidentes as referências a máscaras africanas, que inspiraram a fase inicial do cubismo, juntamente com a obra de Paul Cézanne. O cubismo tratava as formas da natureza por meio de figuras geométricas, representando as partes de um objeto no mesmo plano. A representação do mundo passava a não ter nenhum compromisso com a aparência real das coisas. Historicamente o cubismo originou-se na obra de Cézanne, pois para ele a pintura deveria tratar as formas da natureza como se fossem cones, esferas e cilindros. Entretanto, os cubistas foram mais longe do que Cézanne. Passaram a representar os objetos com todas as suas partes num mesmo plano. É como se eles estivessem abertos e apresentassem todos os seus lados no plano frontal em relação ao espectador. Na verdade, essa atitude de decompor os objetos não tinha nenhum compromisso de fidelidade com a aparência real das coisas.

O pintor cubista tenta representar os objetos em três dimensões numa superfície plana, sob formas geométricas, com o predomínio de linhas retas. Não representa, mas sugere a estrutura dos corpos ou objetos. Representa-os como se movimentassem em torno deles, vendo-os sob todos os ângulos visuais, por cima e por baixo, percebendo todos os planos e volumes.

 

Cubismo Caipirinha de Tarsila do Amaral

A Caipirinha, Tarsila do Amaral

 

Cubismo Heróis de James Reid

Arte de James Reid com heróis dos quadrinhos

 

O cubismo tornou-se uma atração a parte nas mãos do grande artista brasileiro Eduardo Kobra.

Além de seus traços extremamente realistas, ele utliza o cubismo como pano de fundo, dando vida às suas gigantescas obras ao redor do mundo. Kobra surgiu na década de 90, em São Paulo. Suas obras são recheadas de cores, luzes e sombras com traços tridimensionais e com identidade marcante.

 

Cubismo de Eduardo Kobra Cristo Mundo

 

Cubismo de Eduardo Kobra Cristo

 

Saindo das telas de arte, intervenções urbanas e indo para a telona. Vemos neste exemplo o cubismo aplicado ao design motion em abertura da novela Cabocla, em 2004. Um trabalho primoroso mistura arte cubista e 3D.

A abertura criada por Hans Donner foi inspiradas nas obras do artista pernambucano Manassés Soares que expressa em seu trabalho, o cotidiano rural em formas geométricas com muita vida em cores vibrantes.

 

Cubismo de Manasses Soares

 

Curtiu? Acho que você também precisa ver nosso artigo sobre o Street Art de Agata Oleksiak. Ela manda muito!

Próximo Post
Post Anterior
Gostou? Então nos ajude compartilhando :)

Cofundador do blog, é publicitário, radialista e ilustrador. Atua na área de comunicação há 19 anos. Além de trabalhos em agências de publicidade, também atuou em marketing político nas maiores campanhas do ES. Tem trabalhos dentro e fora do Estado, inclusive, Austrália, EUA e Canadá. É um eterno amante de boa música, café e um bom bate papo.


E aí, o que achou? Deixe seu comentário.