Publicidade

solidariedade blog design com cafe|solidariedade designers do povo|solidariedade joint project|solidariedade voluntarios

Designers do Povo: como a solidariedade pode ajudar a economia na crise do Covid-19?

Compartilhe

Solidariedade em meio a crise da Covid-19: voluntários ajudam pequenos negócios na adaptação digital.

Dentre tantas consequências que a pandemia de Covid-19 trouxe, e ainda vai trazer, duas me chamam muito a atenção e eu poderia resumi-las em poucas palavras: solidariedade e transformação digital.

A solidariedade, num piscar, tornou-se tendência e está nos trending topics do comportamento humano durante esta pandemia. De repente, a solidariedade passou a gritar dentro da grande maioria das pessoas. Subitamente, podendo fazer tão pouco por nós mesmos durante este período de confinamento e incertezas, ajudar o outro parece que passou a ser um canal de contato direto com o mundo. Ajudar, num piscar, transforma-se num verbo capaz de unir as pessoas de uma forma muito mais saudável que o medo. 

Já a transformação digital é outra das grandes transformações que a pandemia de Covid-19 acelerou. Por conta da revolução digital, num crescente vertiginoso nos últimos anos, diversas profissões novas surgiram e se tornaram mais complexas dentro dos vastos universos do design e do marketing

Para muitos pequenos negócios e profissionais, a transformação digital ainda estava muito, muito longe de se tornar uma realidade. O que os aproximava lentamente de uma era em que já não haveria espaço para eles. Aos poucos, o universo digital, invariavelmente, substituiria os negócios unicamente tradicionais, e a maior classe consumidora do Brasil e do mundo, os millennials, estão aí para atestar esta tendência. 

solidariedade joint project

Contudo, a pandemia de Covid-19, obrigatoriamente, fez com que todos se voltassem para o universo digital e encarassem de vez as inevitáveis transformações a que a humanidade vem sendo submetida e, ao mesmo tempo, construindo. 

Empreender neste cenário também passou a ser uma missão muito mais complexa e, ao mesmo tempo, repleta de possibilidades. Tal é a relação entre possibilidades e a quarentena imposta pela pandemia que muito se tem falado sobre a importância de não se cobrar alta produtividade o tempo todo.

Por outro lado, quem tem um negócio ou emprego que foi afetado mais diretamente pela pandemia, não pensa em outra coisa senão em como manter a produtividade; em como continuar trabalhando, produzindo, vendendo. E, claro, invariavelmente, qualquer resposta neste cenário passa pelo meio digital. 

Como o pequeno negócio pode superar a crise da pandemia de Covid-19?

Em pouco tempo após o boom da internet, passamos a falar em Marketing tradicional e Marketing Digital

Hoje, contudo, costumo dizer que falar em Marketing Digital é praticamente se valer de um pleonasmo, porque é impossível se falar de Marketing na atualidade e não considerar o meio digital. 

Nos últimos anos, o Brasil, e o mundo, no geral, tem vivido a chamada crise do varejo tradicional que, em outras palavras, atesta o fim de uma era e a consagração de outra: empresas que apenas existem no meio físico perdem espaço para aquelas que também marcam presença no meio digital

Contudo, parece ter sido somente ao encarar, de pertinho, os impactos da pandemia de Covid-19 que aquelas empresas e aqueles profissionais mais apegados ao tradicional começaram a se dar conta da necessidade de se ter presença digital

solidariedade voluntarios

Movimentos com o VAE – Vamos Ativar o Empreendedorismo, da TV Globo, surgiram para falar sobre a importância de se reinventar neste novo cenário. Novo, é claro, considerando a pandemia; porque a revolução digital já vem alterando os hábitos de consumo e transformando o mercado há muito tempo. Depois que a Amazon vendeu seu primeiro livro, nada nunca mais seria o mesmo nas relações de consumo.  

Mas como, de fato, fazer com que a economia sobreviva a este impacto tão grande provocado pela pandemia de Covid-19 se há tanto tempo vem se falando de transformação digital e mesmo assim tantos negócios mundo afora ainda sequer aparecem no Google Meu Negócio ou tem um página no Facebook ou no Instagram?

Como ajudar aquele empresário que há tanto tempo toca seu negócio de forma tradicional e, de repente, se vê de portas fechadas com o Google à sua disposição, um universo infinito de possibilidades e perdido em meio a este caos do novo?

Uma solução que julgo de grande valor é a iniciativa Designers do Povo: um movimento de solidariedade e transformação digital. 

Designers do Povo: profissionais unidos pela transformação digital

De olho em todas estas tendências e na importância da solidariedade diante da pandemia de Covid-19, Rui Lira, Designer Estratégico e de Inovação e Mobilizador Social, criou o movimento Designers do Povo, uma iniciativa sensacional que conecta profissionais do universo digital, como designers, comunicadores, profissionais de marketing e hackers a proprietários de pequenos negócios locais. 

No ar desde 31 de março de 2020, o Designers do Povo tem o objetivo de fazer as economias locais prosperarem

solidariedade designers do povo

A proposta do Designers do Povo segue uma tendência muito forte dos últimos anos, que é a economia colaborativa: conecta profissionais voluntários a proprietários de pequenos negócios que necessitam de auxílio para fazer esta transição do universo tradicional para o universo digital

O movimento Designers do Povo está presente em mais de 16 países: além do Brasil, está movimentando a economia de Portugal, México, Itália, Canadá, e diversos outros. 

De forma bem direta, o Designers do Povo possibilita que profissionais do universo digital possam se tornar voluntários para ajudar pequenos empresários a superarem a crise provocada pela Covid-19, mas nós que já estamos imersos neste universo sabemos muito bem que não apenas é possível utilizar o meio digital para superar a pandemia, mas especialmente para se reinventar diante de uma nova era – que já batia na porta antes mesmo da pandemia chegar para causar medo, incertezas e acelerar esta necessidade de transformação.  

Se a pandemia acelerou e tornou mais urgentes as necessidades de marcas, empresas e profissionais se reinventarem, se colocou a solidariedade como um valor de última moda, arrisco dizer que o Designers do Povo é um movimento que legitima estas colocações. 

Se você tem um negócio e não sabe muito bem por onde começar a transição para o meio digital, conte com os designers do povo para isto. 

E se você é um profissional do universo digital que sente a vontade de ser solidário gritando dentro de você neste momento, confira a iniciativa no site, baixe o app e se cadastre para ajudar!

Vamos caminhar juntos para esta nova era e fazer da economia colaborativa uma realidade mais próxima de todos!

Compartilhe

Mariana Preti

Mariana Preti

Fui uma criança escritora e através das palavras encontrei minha liberdade. Cineasta e atriz, formada em comunicação social com especialização em Direção, pesquiso o audiovisual e as novas mídias, o que me levou ao MBA em Marketing Digital e às suas múltiplas facetas neste universo de algoritmos e imagens numéricas.

Deixe seu Comentário!

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Publicidade

escolhas do editor

MAIS LIDAS

MAIS RECENTES

ARTIGOS RELACIONADOS

0
Would love your thoughts, please comment.x