Blog sobre design, criatividade e comunicação :)

A importância de não ser o “sabe tudo”.

Por 22 de janeiro de 2020Dicas e Tutoriais
sabe-tudo-blog-design-com-cafe
Próximo Post
Post Anterior

Conversar com alguém que sempre sabe tudo pode ser difícil e muitas vezes inconveniente. Já temos pessoas demais assumindo esse papel, entenda o porquê você não pode se arriscar e também cometer este erro.

O mundo é dinâmico

sabe-sudo-emprestimo-rapido-urgente

O mundo é muito dinâmico e as coisas mudam na velocidade da luz. Tudo está sempre em constante mudança, isso é um fato. Ninguém se veste mais como nas décadas passadas, os carros mudaram, ainda não temos os carros voadores, mas eles mudaram. A maneira como interagimos com as pessoas mudou, o trabalho mudou, as relações mudaram.

É verdade que nem sempre conseguimos acompanhar todas as mudanças e com certeza não precisamos nos tornar escravos das tendências, mas uma grande verdade é que as pessoas que não se adaptam às certas mudanças e não estão dispostas a aprender coisas novas, podem acabar sofrendo sérios prejuízos, seja na relação com o cônjuge, com os filhos, nas relações com colegas de faculdade e até mesmo nas relações profissionais. Resumindo, quem acredita que sabe tudo, pode estar com sérios problemas.

Cuidado, aprender dói.

sabe-sudo-dor-de-cabeca-granato

O processo de aprendizagem pode ser totalmente aversivo, desconfortável e doloroso. O mais curioso é que muitas vezes não nos interessamos em aprender coisas novas e ainda desmerecemos e diminuímos o processo de aprendizagem do outro. Há uns dois anos decidi que queria ser ambidestro, e resolvi aprender a escrever com a mão esquerda. 

Nesse processo, percebi como deve ser difícil e realmente doloroso para uma criança aprender a escrever. Estava tudo muito bem e confortável, mas os adultos inventaram que as crianças precisam ir para a escola e além de tudo aprender a escrever…

Viver essa experiência me fez ter uma dimensão ainda maior em relação aos processos de aprendizagem, foi interessante constatar como aprender acaba exigindo muito mais de cada um de nós, pois nos tira da zona de conforto, requer investimento de tempo, dedicação e pode até doer no bolso, quando precisamos realizar algum investimento financeiro. Todo esse desprendimento, pode impossibilitar ou inviabilizar que entremos em novos processos de aprendizagem, pois nem sempre estamos dispostos ou possuímos as condições necessárias.

sabe-tudo

Muita gente assume o risco de ser o “sabe tudo” e se esquiva de aprender coisas novas justamente por acreditar que o conhecimento que têm em relação a determinado assunto já é o suficiente.

O aluno que acha que já sabe a matéria toda, chega no dia da prova e fica com nota baixa, a pessoa que já se casou e divorciou por cinco vezes mas continua achando que sabe tudo e sempre fez tudo certo, o outro que estava errado e que deveria mudar, pois ele não precisava aprender mais nada. O vendedor que já fez um milhão de cursos de vendas há 40 anos, hoje não vende mais nada e acredita que sabe tudo sobre vendas e que a reciclagem é coisa pra iniciante.

Desenvolvimento humano é um processo contínuo.

Entenda, enquanto você viver, vai existir desenvolvimento humano pra você, e se você está lendo este texto, significa que está vivo e consequentemente em um processo finito, mas continuo de desenvolvimento e aprendizagem. E se chegou até aqui, já aprendeu que precisa aprender.

Cuidado! É um tanto arriscado assumir o papel de “sabe tudo”, assumir esse papel é aceitar o risco de ter diversos prejuízos, seja no campo das relações pessoais ou profissionais.

Em resumo, questione o seu comportamento a todo instante, questione se você realmente já sabe o suficiente sobre determinado assunto, e quando julgar já saber, desconfie disso. Aceite ouvir outros pontos de vistas, pense em outras possibilidades e aceite que quanto mais aprendemos, mais descobrimos que não sabemos de quase nada.

Precisamos definitivamente aprender a aprender, todos os dias.

E ai, você já viveu alguma situação em que percebeu alguém, ou até mesmo você assumindo o papel de “sabe tudo”? Aguardo você no próximo artigo, até lá, que tal pensar mais sobre isso e colocar alguma coisa do que você aprendeu por aqui em prática, lembre sempre, precisamos aprender a aprender. Aproveita e depois conta pra gente como foi a experiência.

Próximo Post
Post Anterior
Gostou? Então nos ajude compartilhando :)

Nascido em minas gerais e capixaba de coração. Empreendedor, psicólogo e fotógrafo profissional. Completamente apaixonado pelas relações humanas e amante de uma boa prosa. Adotou o vegetarianismo há quase 10 anos. Gosta de viajar, conhecer outras culturas, estar em meio a natureza, fazer trilhas, montanhismo e tomar um banho de cachoeira.


E aí, o que achou? Deixe seu comentário.