Um Bate Papo Inspirador Sobre o Mundo do Design :)

Seja o Melhor Que Puder Ser

Por 19 de outubro de 2017Freela e Startups
capa-be-the-best
Like
Like Love Haha Wow Sad Angry
2
Próximo Post

Ser o melhor para alguém ou ser ou melhor para si mesmo? Uma pertinente indagação que norteia o ser humano.

Certa vez, andando próximo a minha casa, uma cena me chamou atenção. Eu devia ter 8 ou 9 anos, não me lembro ao certo. Mas eu vi uma outra criança, um pouco maior, com um semblante choroso enquanto sua mãe lhe falava com um certo tom de agressividade: Não me importam os outros, você tem que ser o melhor!

Neste momento, sem maturidade pra entender o que acontecia, saí com essa cena. Meu sentimento era mais de pena do garoto do que qualquer outra coisa. Mas isso ficou em minha mente.

Ok, o tempo passou, cresci, passei por diversas experiências e, em várias delas, o tal do “ser o melhor” sempre esteve presente. Por que essa busca por sempre o melhor, sempre estar em primeiro, sempre ser a referência?

Algumas pessoas não gostam disso. Alegam que tornam o ser humano competitivo. Talvez algumas pessoas olhem demais pra dentro dos seus próprios interesses para tentar ser o melhor, mas calma. Vamos analisar mais atenciosamente a questão.

time-vencedores

Acredito que primeiramente precisamos saber o que é melhor. O que é ser o melhor. Isso é um conceito extremente variável e relativo à vivência de cada um.

Nosso blog fala sobre design, publicidade, tendências, criatividade. Então, vou nortear por essas praças.

A geração dos nossos pais foram criadas para ter uma mesma profissão para vida inteira. O projeto de vida e os desejos eram outros. Ser o melhor, era ser um médico, um advogado ou um funcionário público concursado. Era buscar estabilidade.  Já essa nova geração, principalmente dos anos 90 pra cá estão em busca da felicidade. O que é melhor? Um emprego rentável e estável ou uma atividade que você ame e seja feliz nela? A segunda opção tem ganhado em disparada.

Nosso país passa por uma crise que, segundo pesquisas, tem dado sinais de melhoria. Com isso boa parte dos criativos que foram demitidos ou substituídos por funcionários mais baratos não tem retornado ao velho sistema “bate cartão”. As agências de publicidade tem perdido seus melhores artistas para o home office. Repare na quantidade de DG’s e criativos freelancers que tem surgido.

Daí a gente cai no conceito de ser o melhor dentro da sua profissão é mais que a qualidade no trabalho. Ser o melhor é um conjunto de coisas, somadas a qualidade de vida. Alguns criativos têm optado por isso.

Imagina ter que trabalhar dentro de sua casa, sem trânsito, sem horário, sem chefe…? Coisa boa né?! Ter o seu home office nunca esteve tão em alta nesse país. E para que seja um sucesso, é preciso ter disciplina e bom senso.

Veja alguns modelos de home office:

melhor-home-office-09

melhor-home-office-01

melhor-home-office-07

melhor-home-office-05

melhor-home-office-04

melhor-home-office-02

melhor-home-office-08

melhor-home-office-06

melhor-home-office-03

Ser o melhor não deve ser encarado como uma obrigação. Se for encarado assim, quem não conseguir atingir as expectativas será sempre frustrado. A frustração impede que você valorize o seu feito. Nós precisamos sair do foco de ser o melhor de todos e passarmos a ser o melhor que pudermos ser. Isso não tem nada a ver com o comodismo. Algumas pessoas são extremamente competitivas e tudo bem pra elas. Outras nem tanto. Enxergam isso como competição. E é essa competição que pretendo evitar neste artigo.

Seja qual for a profissão que escolher, seja o melhor dentro das suas possibilidades e ferramentas. Se não tem, busque, estude, informe-se. Encontre dentro da sua atividade o que te faz ser diferente do comum. Afinal de contas o indivíduo é um ser único e tem suas particularidades e no seu trabalho não deve ser diferente.

Na internet temos milhares de informações que podem auxiliar no desenvolvimento do seu trabalho. Quando você se esforça para dar o seu melhor, seu cliente fica mais satisfeito. E não é exatamente isso que buscamos?

Um trabalho que tem chamado bastante a atenção é o game Cup Head, do Studio MDHR. Eles utilizaram traços que remetem aos primeiros desenhos animados para criar este jogo incrível. Melhor do que eu dizer, é você se deliciar com o video abaixo:

Dá pra ver que os caras se esforçaram pra entregar o melhor!

Separei abaixo alguns tópicos que podem te ajudar a desenvolver as suas competências:

1 – Enxergue todos como parceiros.

Não se feche em uma redoma de vidro. Mantenha seu ciclo de amizades e parcerias bem amplo. Você pode colher bons frutos e conhecimentos.

2 – Quais são seus objetivos?

Onde quer ser melhor e o que ser melhor significa pra você? Isso precisa ficar bem claro e definido. Afinal, pra quem não sabe onde quer chegar, qualquer lugar serve. Já diria um famoso gato das estórias infantis.

2 – Seja curioso

Ninguém sabe de todas as coisas. Se você quer ser bom no que faz, procure se informar e tire suas dúvidas com amigos próximos e com quem possa lhe acrescentar.

4 – Valorize o seu networking

Jhon Donne disse certa vez: “Nenhum homem é uma ilha isolada; cada homem é uma partícula do continente, uma parte da terra…” Ninguém vive sozinho. Ao invés de dividir, que tal multiplicar? Parceria serve pra isso. Seja parceiro do seu parceiro, solidifique seu networking, faça contato e se mantenha presente. Você vai se surpreender. ;-).

melhor-co-coworking

5 – Distribua seu conhecimento

Já ouviu àquela máxima que diz que aprende quem ensina? Pois é, acredite. É super verdade.

Quando você distribui o seu conhecimento, não está só sendo legal. Isso é uma ótima forma de influenciar pessoas e trocar experiências. Todos ganham.

6 – Seja comprometido

Como já disse acima, seja o melhor que você puder ser. Seja comprometido com seus objetivos e suas metas. Evite as coisas que atrapalham o seu dia a dia e que, principalmente, tiram o seu foco. Quando há comprometimento, a realização dos seus sonhos será mais bem sucedidas.

Enfim, não se prenda demais a busca insensatez por ser o melhor naquilo que você se faz perante a avaliação dos outros. Não se sinta em uma pista de corridas para sempre chegar em primeiro e ter o seu troféu ou a sua estrelinha. Evite as atitudes que contribuam para o erro e para a ineficácia e nunca se esqueça de buscar a excelência em tudo o que você se propõe a fazer.

Próximo Post
Like
Like Love Haha Wow Sad Angry
2
Gostou? Então nos ajude compartilhando :)

Cofundador do blog, é publicitário, radialista e ilustrador. Atua na área de comunicação há 19 anos. Além de trabalhos em agências de publicidade, também atuou em marketing político nas maiores campanhas do ES. Tem trabalhos dentro e fora do Estado, inclusive, Austrália, EUA e Canadá. É um eterno amante de boa música, café e um bom bate papo.