Blog sobre design, criatividade e comunicação :)

Seja um Ilustre Ilustrador e Ilustre

Por 1 de junho de 2017Inspiração
ilustracao topo
Próximo Post
Post Anterior

As imagens falam mais do que mil palavras. O trabalho do ilustrador vai além de simplesmente desenhar. É a expressão de palavras e emoções.

Eu me lembro de uma situação quando mais novo onde decidi que queria ser um ilustrador. Eu riscava um desenho no chão e uma vizinha me olhou sorrindo e disse que o desenho estava lindo! (será mesmo? rsrs). Então ela me perguntou o que eu queria ser da vida e prontamente respondi: Quero ser desenhista!

Com o passar do tempo descobri o termo ilustrador. Mas o que faz um ilustrador senão desenhar? Bom, eu acredito que vai um pouco além.

Um bom ilustrador deve criar imagens que esclarecem o que as palavras querem dizer. Além disso, dependendo da ilustração, cada olhar pode enxergar uma expressão.

Ilustradores criam imagens que complementam ou ajudam a esclarecer textos escritos em livros, revistas, artigos, apresentações, etc… Os materiais utilizados podem ser lápis, caneta, giz, tintas, pincéis. Mas, os programas de computador e aplicativos tem tomado cada vez mais espaço.

Iniciar seu trabalho com um bom rascunho e finalizar depois ajuda a otimizar o tempo de trabalho.

Se você leva jeito para ilustração e quer se profissionalizar, siga seu caminho. Estude, escute outras opiniões e críticas sobre o seu trabalho e encontre o seu traço, a sua linha. As críticas servem muitas vezes para que voc6e veja o que não percebeu em seu desenho. Você aprenderá ainda mais se estiver aberto a opinões.

Encontre em sua cidade um curso de artes. Caso não encontre, faça algum curso online. Ajuda muito também.

Imprimindo sua personalidade

Criar um estilo próprio de ilustração é a parte mais essencial, porém a mais complicada. Defina qual tipo de ilustrador você quer ser e qual técnica quer trabalhar. Você pode usar uma ou diversar técnicas de trabalho. Mas independente desta escolha, o seu traço estará impresso nas suas artes e com o tempo será reconhecido. Procure o seu diferencial. E é este diferencial que lhe fará ter mais ou menos trabalhos.

Abaixo, vemos o trabalho do ilustrador Mauro Souza. Veja que são várias técnicas de finalização de arte, porém, com o mesmo estilo de traço e personalidade:

Lápis x Computador

Tudo começa com o bom e velho lápis. Fazemos esboços em papel para expressarmos nossas ideias. Mas cada vez mais rápido está acontecendo a migração do físico para o virtual. Vivemos num momento onde a sustentabilidade está em alta. Muitos ilustradores estão trocando o lápis e o papel que vem de árvores por tablets e mesas digitalizadoras.

Vale lembrar que existe uma discussão eterna sobre esse tema, mas isso fica para um outro post. O lápis, o giz, a caneta, o tablet, a mesa digitalizadora… todos estes itens são apenas ferramentas que vão mostrar o que há dentro de você. O seu estilo, técnica e personalidade.

Nos dias de hoje já é praticamente impossível para um ilustrador profissional ficar de foras destes gadgets cada vez mais indispensáveis para qualquer trabalho.

Um belo exemplo dessa migração do lápis e papel para a mesa digitalizadora é o excepcional ilustrador Scott Adams, criador das tirinhas do Dilbert:

Para você que está começando sua vida profissional como ilustrador, veja algumas dicas:

– Se possível, desenvolva trabalhos gratuitos ou com menor valor para ganhar experiência.

Hoje existem profissionais como escritores, cantores, palestrantes, ou seja, pessoas que precisam de trabalhos de um ilustrador, porém não tem muita a investir.

– Crie um portifólio online.

Selecione seus melhores trabalhos e divulgue-os na internet de forma atraente. Hoje o que não falta no mundo web são opções gratuitas de exibição online. Redes sociais, Behance, Pinterest, Wix são apensas algumas delas.

– Procure contratantes para o seu trabalho.

Além de profissionais liberais, uma boa dica é divulgar o seu trabalho para agências de propaganda, editoras, jornais locais e online e assessorias de imprensa. Todas essas atividades trabalham bastante com geração de conteúdo e sempre precisam de bons ilustradores.

– Briefing funciona muito!

Antes de iniciar o seu trabalho, faça uma reunião com o seu cliente tirando todas as dúvidas. Criar um questionário ajuda a otimizar o tempo na hora de brifar com o cliente.

– Rascunhos ou Sketchs

Se você já fechou o trabalho com o cliente, significa que ele já conhece um pouco do seu portifólio. O que evita um maior número de alterações é enviar os rascunhos das ilustrações antes de colorir e finalizar a arte.

– Conteúdo nunca é demais

Mesmo que você já tenha sua própria técnica, se informar sobre o que está acontecendo a sua volta nunca é demais. Existe na internet uma facilidade enorme de conseguir conteúdo. Compre livros especializados. Veja o que está acontecendo no mercado nacional e mundial. A cada dia, novos materiais que facilitam o trabalho de ilustração estão surgindo. Fique de olhos neles. Eles podem facilitar e enriquecer muito o seu trabalho.

Entre os ilustradores acima, temos o trabalho de Hiro Kawahara, Bruno Okada, Will Leite e Tiago Hoisel.

Próximo Post
Post Anterior
Gostou? Então nos ajude compartilhando :)

Cofundador do blog, é publicitário, radialista e ilustrador. Atua na área de comunicação há 19 anos. Além de trabalhos em agências de publicidade, também atuou em marketing político nas maiores campanhas do ES. Tem trabalhos dentro e fora do Estado, inclusive, Austrália, EUA e Canadá. É um eterno amante de boa música, café e um bom bate papo.


E aí, o que achou? Deixe seu comentário.