Blog sobre design, criatividade e comunicação :)

Uma super experiência: Rock in Rio 2019 #eufui

Por 5 de novembro de 2019Cultura e Curiosidades
rock-in-rio-cafe-blog-design-com-cafe
Próximo Post
Post Anterior

Sabe quando você vai em um evento e fica pensando nele por um tempo? É isso que está acontecendo comigo. Nesse ano de 2019 tive a oportunidade de ir em um dia do Rock in Rio, 27 de setembro. Fiz a compra do ingresso em Novembro de 2018, logo quando abriram as vendas, sem nem saber quais artistas viriam… eu queria ir de qualquer forma.

Toda essa vontade começou quando aprofundei os meus estudos em live marketing e foquei na experiência, que me levou até o evento Rock in Rio, onde consegui unir esses pontos. Além disso, sempre fui fã do Itaú e vi que o banco estava sempre presente no festival fazendo algumas ações que se destacavam. Resolvi unir o útil ao agradável, que resultou no meu trabalho de conclusão de curso: “Uma Análise das Ações de Live Marketing Promovidas pelo Banco Itaú no Rock In Rio”. 

Vamos para a parte que importa, o evento Rock in Rio. Contarei um pouco da jornada durante o festival. 

Festival 

Começando a experiência pelo transporte até o evento, a fama não era muito boa, mas eu não encontrei nenhum problema para ir nem voltar de lá.

O meio de transportante que usei e grande parte das pessoas também usam foi o metrô e BRT, sai de Copacabana e fui até o Parque Olímpico. Como eu estava com amigos que já frequentavam o Rio de Janeiro, não me perdi no metrô, mas quem andava pela primeira vez ou quase nada poderia se ver perdido, tinham poucos indicativos de direção e estação ir. Nas plataformas de BRT o fluxo estava intenso. muita gente, as pessoas pareciam perdidas para entrar no ônibus, um estava seguindo o outro. 

Chegando na plataforma de desembarque para ter acesso ao Parque Olímpico era necessário passar por uma estrutura, rampa e escada, que dava acesso. Na primeira entrada havia uma divisão de quem voltaria de BRT e outros transportes. A pessoa que optava por BRT ganhava um pulseira e tinha o cartão de passagem validado, isso garantiu que na hora da saída o fluxo também fosse controlado. 

Faltando 5 minutos para abrir os portões oficiais, eu estava na fila, nada grande e que fluiu rápido demais, pois havia muitas catracas. Logo na sequência tinha a revista pessoal e estava livre para curtir o Rock. 

Já tinha avistado o grande letreiro escrito “Rock in Rio”, eu tinha a obrigação de tirar um foto ali, na verdade todo mundo quer! rsrsrs

rock-in-rio-cafe-letreiro

Falando de algumas atrações….

1 – Natura: 

Do portão para dentro você entra em novo mundo de experiências. Logo na entrada tinha uma equipe de promotoras da Natura convidando para entrar na “Nave – Nosso futuro é agora”. É um espacial totalmente sensorial, envolve a visão, tato e audição. A atração contava com projeções audiovisuais, com uma proposta de reflexão sobre o tempo, mudanças e ciclos naturais da vida.

Esse vídeo traz um pouco de como é dentro da Nave, acredito que nenhuma foto consiga resumir esse espetáculo.

Como primeira vez da marca no Rock in Rio foi um grande sucesso! 

2 – Café 3 Corações: 

Andando me deparei com um espaço chamado Escola do Café voltado para os Rituais, linha de cafés especiais. Fui convidada para entrar e participar de mini workshop sobre café, durou cerca de 10 minutos. Foi explicado o por quê de ser um café especial e apresentado na versão coado e expresso, no qual era possível experimentar e sentir o real sabor de café (sem açúcar!). Além disso, os participantes recebiam uma trufa criada pelo Cacau Show em parceria com o Rock in Rio no sabor Cherry Pepper, chocolate com recheio sabor pimenta e cereja, essa era uma estratégia para adoçar o café expresso. 

Eu simplesmente amei, já sou apaixonada por café, mas até quem não é tão fã adoraria. A simpatia da equipe, a experiência de provar o café e entender o motivo de ser especial conquistou quem passava! 

rock-in-rio-cafe-tres-coracoes

3 – Chilli Beans 

Infelizmente eu não consegui participar, mas o visual me chamou atenção. Foi montada uma estrutura semelhante a uma capela de casamento, estilo Las Vegas. Algo simples, mas inusitada ao mesmo tempo. 

Casamentos oficiais aconteceram no local, mas também havia aqueles de “mentira” no qual o casal era abençoado por um intérprete do Elvis Presley.

rock-in-rio-cafe-chili-beans

Fonte: Promoview

4 – Coca Cola 

A Coca Cola montou um palco, com andares e muito led. Grupos de até 50 pessoas podiam subir ao palco e dançar ao som da DJ.

Alguns influenciadores, artistas e cantores também subiram ao palco e incrementaram ainda mais os shows. Os grupos que subiam podiam dançar junto deles… queria eu!

Além dos palcos oficiais do evento, esse se tornou mais um, que por sinal fez muito sucesso!

rock-in-rio-cafe-coca-cola

Fonte: Uol Economia

5 – Heineken 

A empresa montou uma grande operação para servir chopp para o público do Rock in Rio, investimento alto para garantir a qualidade do produto. 

A famosa tirolesa comandada pela Heineken continuou sendo um sucesso. Nela tinha um letreiro de led no qual as pessoas poderiam twittar usando uma hashtag e o tweet aparecia. Fiquei impressionada como que as pessoas gostavam de participar, especialmente durante os shows.

Além disso, a Heineken e Natura fizeram uma linda parceria! A proposta era a reciclagem dos copos plásticos que as pessoas tomavam cerveja e que posteriormente serão as embalagens da linha Humor da Natura.

rock-in-rio-cafe-heineken

Fonte: Mundo do Marketing  

6 – Tinder 

Um pequeno espaço que chamou muita atenção. A equipe do Tinder fazia coreografias de músicas que o DJ estava tocando e as pessoas paravam para olhar e até mesmo para dançar junto. Além disso, dentro da estrutura tinha cenários de foto, como o próprio símbolo do Tinder iluminado com led e piscina de bolinhas. As pessoas que tiravam uma foto e publicassem no feed com a hashtag ganhavam um popsocket. 

rock-in-rio-cafe-tinder

Fonte: Diário do Rio

7 – Itaú 

Finalmente cheguei ao meu queridinho! Esse ano o banco voltou com os copos personalizados, um palco, boombox (rádio gigante) e roda gigante.

A ideia do palco era promover a integração entre as pessoas, um espaço aberto e democrático.

Os copos personalizados continuaram sendo o auge do evento. A fila para pegá-lo era muito grande, inclusive eu tive a obrigação de enfrentar, não sairia do festival sem ele, mas a distribuição era rápida e a fila andava bem. O local da entrega era em formato de rádio gigante, que foi atração fotográfica.

A roda gigante é também um atração recorrente, que além de promover diversão, é plano de fundo de muitas fotos. 

Eu achei que pelas ações que o banco já promoveu, esse ano deixou um pouco desejar, não teve nada de tão surpreendente. Porém, trabalhou com o básico que funciona!

rock-in-rio-cafe-itau

Foi um evento surpreendente, pude ver e sentir a experiência acontecendo. Não estava lá somente pelos shows, que eu também aproveitei, mas pela vontade de entender o mundo do Rock in Rio, a fim de passar pela interação com as marcas.

Eu sugiro que quando você tiver a oportunidade, por favor vá até o festival e faça uma imersão. Valerá a pena! 

E você, já foi ao Rock in Rio ou festival similar? Se sim, conta como foi sua experiência. Se ainda não teve a oportunidade de ir e ficou com dúvida, pode perguntar a vontade!

Até a próxima 😉

Próximo Post
Post Anterior
Gostou? Então nos ajude compartilhando :)

Capixaba, publicitária e pós-graduanda em Comunicação e Marketing Digital. Tenho experiência e na área de planejamento, execução de eventos e gerenciamento de mídias sociais. Atualmente, sou atendimento comercial na agência Ativação Live Marketing.


E aí, o que achou? Deixe seu comentário.